Com foco em ISPs, WatchTV aposta no crescimento do OTT

Em entrevista à NexTV News Brasil, Maurício Almeida, sócio-fundador da plataforma de vídeo sob demanda WatchTV, falou sobre o mercado de OTT no Brasil e os obstáculos que enfrentam os provedores de internet (ISPs) para oferecer TV e vídeo online.

WatchTV foi lançada em outubro. A plataforma funciona como agregador de conteúdo e proporciona aos ISPs soluções em SVOD e TVOD. A WatchTV é também um marketplace e agrega conteúdo de outros aplicativos (inicia com Noggin).

Junto com Maurício Almeida, ex-sócio da Nova Telecom, o outro fundador da plataforma é Aryldo Zocante Cardoso, um conferencista da área tributária. Em julho eles receberam um aporte significativo da Olive Tree Participações, um fundo de investimentos em Telecom, que foi usado para compra de conteúdo. No total, foram investidos até o momento US$ 2,5 milhões para criar uma nova plataforma.

Atualmente, com cerca de 40 mil assinantes e 12 ISPs como clientes, a expectativa da WatchTV é de encerrar seu primeiro ano de atuação com 100 mil assinantes ativos.

– Quais são os obstáculos que enfrentam os ISPs para oferecer TV e por que WatchTV seria uma solução?
O custo de investimento em infraestrutura e programação para TV convencional é proibitivo para empresas com menos de 100.000 assinantes de TV, no caso da Watch TV não há investimento em infra e o custo por assinante é muito menor em comparação com as TVs por assinatura por conta do empacotamento, na verdade o provedor não consegue um pacote somente com os canais mais atrativos precisa levar muito mais do que interessa e a conta não fecha.

-Como vê o mercado OTT e as possibilidades de crescimento no Brasil?
Tudo está só começando, passando pelas ofertas, plataformas sendo lançadas a todo momento e o assinante mudando seu comportamento como telespectador. As possibilidades são enormes e o potencial ainda não se demonstrou em sua totalidade.

-Considera que as operadoras de TV devem migrar para um modelo ‘Add-on’ com um integrador que faça a cobrança?
Sim, com certeza, não há como os grandes players acessarem todos os consumidores via DTC (direct to consumer). Você imagina alguém tendo que assinar 10 plataformas? Com 10 cobranças, 10 senhas de acesso e tudo o mais?

-O WatchTV trabalha com o modelo de revenue sharing?
Sim, no caso do marketplace, revenda de APP de parceiros, além do revenue share damos um rebate para o provedor que detém o assinante.

-Qual o valor da assinatura (SVOD) e o aluguel? É definido pelo ISP?
Sim, é definido pelo ISP não interferimos na política de preços de cada um.

Fonte: Anabelia Horbuz | NextTv Brasil (confira a matéria original CLICANDO AQUI)

Seja um revendedor WatchTv! Fale com a gente agora mesmo!  

© 2019 WATCH. Todos os direitos reservados